Grand-Duché de Luxembourg


Nomes oficiais do país: Grão-Ducado do Luxemburgo, Lëtzebuerg Groussherzogtum (em luxemburguês), Grand Duché de Luxembourg (em francês) e Großherzogtum Luxemburg (em alemão).

Grão-Ducado do Luxemburgo - é um pequeno país situado no centro da Europa, limitado a leste pela Alemanha, a sul pela França e a oeste e norte pela Bélgica. Veja mapa

Sua  Capital e principal cidade também tem o nome de Luxemburgo (Luxembourg). O nome Luxemburgo data do ano 963, era nome de um Castelo que daria origem à cidade.

Luxemburgo é um Grão-Ducado hereditário ( Monarquia constitucional hereditária com sistema parlamentar de governo ).
A área total do Grão-Ducado de Luxemburgo é de apenas 2.600 Km2, com População de 476.676 habitantes.
Idiomas: luxemburgues, francês e alemão. A língua nacional, o luxemburguês (Letzeburgesch), é parecida com o alemão, embora quase desconhecida do resto do mundo, tem mais de 1000 anos de idade. Ela derivou do Alemão, mas hoje em dia nem os Alemães a entendem mais. Todas crianças de Luxemburgo aprendem a falar Alemão e Francês. Durante séculos Luxembourg foi dominado por Holandeses, Espanhóis, Franceses, Austríacos e Alemães dá para entender melhor o plurilingüismo local. Quase todo mundo fala 4 ou 5 línguas diferentes. Em 1843 - Foi introduzido o ensino obrigatório do francês nas escolas primárias. Em 1912 o luxemburguês era ensinado na escola primária. O uso oficial das línguas foram baseados em decretos de 1830, 1832 e 1834 que permitiam escolher livremente entre francês e alemão. O francês foi preferido para a Administração. O luxemburgues ainda não tinha status de língua oficial que só aconteceu pelo decreto de lei de 24 de fevereiro 1984 e confirmou o francês e alemão também. Nas escolas secundárias se ensinam inglês também. Este é um país único no mundo, mínimo em tamanho, mas com uma simpatia e charme que poucos conseguem ter igual.

Moeda: Euro

Luxemburgo é um dos países fundadores da Comunidade Economica Europeia (União Europeia). Apesar da sua reduzida dimensão geográfica, o grão-ducado do Luxemburgo tem tido uma presença muito ativa no contexto europeu. A economia luxemburguesa assenta, em larga medida, na área dos serviços. Mais de 80% da população ativa trabalha neste sector, principalmente o setor bancário. É um dos países mais prósperos.

Festa nacional: 23 de junho - Dia da Pátria (1921).
Expectativa de vida: homens: 75,76 anos e mulheres: 82,52 anos (estística de 2007)
População: luxemburgueses 67,4%, portugueses 12,1%, italianos 4,8%, franceses 3,5%, belgas 2,8%, alemanes 2,3%, outros 7,1 %.
Principais cidades: Luxembourg (79.000 habitantes), Esch-sur-Alzette (25.500 habitantes), Differdange (17.700), Dudelange (17.000) - dados do ano 2000.
Culinária de Luxembourg: Trutas, pitús, carne de caça, carne de porco defumada com favas e presunto das Ardenas são as especialidades do país cuja cozinha tem o maior número de estrelas per capta no Guia Michelin. Os vinhos Mosela são excelentes, bem como as cervejas locais.

Turismo - A cidade de Luxemburgo já reteu o título por duas vêzes de "Capital européia da Cultura".
É uma cidade romantica, salpicada de restos de fortificações e rios, pontes e vales...
Rede hoteleira excelente e Albergues

Luxembourg City - vídeo

Click nas fotos para ampliá-las!

Belíssima Luxembourg Outono em Luxembourg Castelo de Vianden Interior da Igreja de Munshausen Igreja de Roder,Munshausen weiswampach Mapa do Grand Duché de Luxembourg

História de Luxemburgo

  • 600 AC. até 100 DC. - Período Céltico: os Celtas habitavam onde agora é o território do Grand-Duché de Luxemburgo.
  • Em 963 - Luxembourg teve seu início no ano de 963, quando Siegfried, duque de Ardenes adquiriu um velho forte romano que pertencia a uma congregação religiosa. Aquele velho forte romano tinha o nome de Lucilinburhuc. E o duque de Ardenes construiu ali o seu castelo e o denominou "Castelo de Luxemburg". Ao seu redor foi crescendo o povoado com o nome de Luxemburg. Durante a dinastia dos Siegfried, o ducado do Luxemburg forneceu grandes nomes para a história da Alemanha. E o ducado se manteve independente.
  • Em 1060 - Um descendente de Siegfried, chamado Conrad, é sagrado Conde de Luxemburgo e tem suas possessões aumentadas por meio de casamentos.
  • 1308 - Casa de Luxemburgo - uma família medieval pertencente à nobreza do Grão-ducado de Luxemburgo. Henrique VII, Conde do Luxemburgo, tornou-se rei da Germânia, e seu filho, João do Luxemburgo, recebeu o trono da Boémia. O governo da dinastia no Sacro Império Romano-Germânico foi interrompido duas vezes pela Casa de Wittelsbach. Com a morte do Imperador Sigismundo, a dinastia desapareceu do Sacro-Império e foi sucedida pelos Habsburgo.
  • Em 1312 - O país conhece o apogeu, quando Henry VII, conde de Luxemburgo, é eleito imperador do Sacro Império Romano-Germânico e anexa a Boêmia (parte ocidental da atual República Tcheca) aos domínios do país. Foi o primeiro imperador da Casa de Luxemburgo. Foi coroado em 29 de junho de 1312 em Roma. Durante seu breve mandato ele revigorou a causa imperial na Itália e inspirou elogios de Dino Compagni e Dante Alighieri.
    Era filho do Conde Henry VI do Luxemburgo e Beatriz de Avesnes. Seu filho, João de Luxemburgo, foi eleito rei Boêmia em 1310; sua filha Maria do Luxemburgo casou-se em Paris a 21.09.1322 com o rei Carlos IV de França; sua filha Beatriz de Luxemburgo casou-se em 1318 com o rei Carlos I da Hungria. Em 24 de Agosto de 1313, Henry VII morreu em Buonconvento na Itália e foi sepultado em Pisa. A morte súbita e inesperada do rei significou um revés significativo para a posição de poder do Luxemburgo.
    Henry VII era irmão de Baldwin do Luxemburgo, Eleitor e Arcebispo de Trier, de grande influencia não só na Arquidiocese como na política imperial. Baldwin, como filho mais novo, foi direcionado para uma carreira espiritual. Estudou na Universidade de Paris. Foi eleito reitor da Trier.
  • Em 1354 - Elizabeth, filha do rei Sigismund se casa com o rei da Germania, Albert II e Luxemburg passou à casa dos Habsburg.
  • Em 1440 - Luxemburgo é cedido à casa de Borgonha.
  • Em 1437 - o território ficou sem descendentes legais para herdar a coroa. Assim se iniciou uma série de ocupações e invasões de outras casas reais européias. A Áustria, os Borbons, os Habsburg, os Hohenzollern etc., vão ocupando o país sucessivamente, até que Luíz XIV da França anexa o ducado. Luxembourg francês.
  • Em 1440 - Luxemburgo é cedido à casa de Borgonha.
  • De 1606 a 1684 a região foi dominada pela Espanha. Depois da Guerra de Sucessão Espanhola, Luxemburgo fica com os Habsburgo austríacos.
  • Em 1684, se desencadeia uma guerra que transforma o ducado em casa dos Habsburg. Esta situacão se mantem até fins da Revolucão Francesa, quando a França transforma o ducado em um departamento frances.
  • Em 1815 - Depois da derrota de Napoleão, o Congresso de Viana, decidem que o pequeno estado de Luxemburg, ocupado durante séculos por diversas Casas Reais, se torne um Grand Ducado de luxemburg unido aos Países Baixos (Holanda), sob a tutela do rei da Holanda. A região cresceu muito sob o domínio Holandês.
  • Em 1867 - as potências européias fazem de Luxemburgo um Estado neutro associado aos Países Baixos (Holanda).
  • Na I Guerra Mundial, a Alemanha ocupa o grão-ducado, violando o status de neutralidade do país. Em 1921, Luxemburgo estabelece uma união econômica com a Bélgica e adere à Liga das Nações.
  • Durante a II Guerra Mundial é novamente ocupado por tropas alemãs, e a família real, que apoiara os Aliados, exila-se na Inglaterra. O grão-ducado é libertado em 1944.
  • Em 1948 - Luxemburgo, Bélgica e Países Baixos (Holanda) formam uma união aduaneira - o Benelux. No ano seguinte, o grão-ducado abandona a neutralidade, unindo-se à Otan e, posteriormente, à Comunidade Econômica Européia, atual União Européia.
  • Em 1964 - O grão-duque Jean d'Aviano substitui a grã-duquesa Charlotte, que reinava desde 1919. A poderosa indústria siderúrgica faz do país um centro de imigração.
  • Em 1991 - O grão-ducado é atingido pela crise do Banco de Crédito e Comércio Internacional (BCCI), de Abu Dabi, capital dos Emirados Árabes Unidos cuja holding tinha sede em Luxemburgo.
  • Em 1992 - A justiça luxemburguesa ordena a liquidação do Banco. No mesmo ano, o país ratifica o Tratado de Maastricht, que prevê a aceleração da integração econômica, monetária e política da UE...
  • Fontes:
    Casa de Luxemburgo
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Henrique_VII_%28imperador_do_Sacro_Imp%C3%A9rio_Romano-Germ%C3%A2nico%29
    Sacro Império Romano-Germânico from 1273–1378

Geografia de Luxemburgo

O Grã Ducado do Luxemburg é dividido em 3 distritos: Diekirch, Grevenmache e Luxembourg.
Os Distritos são divididos em Cantões, que por sua vez, se dividem em Comunas.
Nas Comunes tem as villagens.

O Distrito de Diekirch tem 5 Cantões, sudvividido em 45 Communas.
Cantões: Diekirch: Clervaux, Diekirch, Redange, Vianden e Wiltz.

Clervaux tem 8 comunes:
Clervaux, Consthum, Heinerscheid, Hosingen, Munshausen, Troisvierges, Weiswampach e Wincrange.
A Comune de Munshausen (em luxemburguês= Munzen) tem as Villages: Drauffelt, Marnach, Roder e Siebenaler.
Na Village de Roder, Munshausen, Clervaux, Diekirch que fica ao nordeste do Grand Duché de Luxembourg, tendo o Rio Our fazendo divisa com a Alemanha, nasceu Johannes Weber (Jean, Johann ou João) em 29.03.1832. É nosso imigrante Weber com grande descendência no Brasil e ponto de partida de nossas origens luxemburguesas.
Johannes Weber e Marie Catherine Theis * 02.11.1831 na Village de Holler, Clervaux, Diekirch, casaram a 16.10.1857 na vizinha Comune de Weiswampach.
Nossos antepassados Weber mais antigos nasceram na Villages de Wahlhausen, distrito de Diekirch no Grand Duché de Luxembourg.
Munshausen
Weiswampach

O Distrito de Grevenmache que se subdivide em 3 Cantões e 26 Comunes.
Cantões de Grevenmache: Echternach, Grevenmacher e Remich.

Distrito de Luxembourg tem 4 Cantões e 47 Comunes.
Cantões do Distrito de Luxembourg: Capellen, Esch-sur-Alzette, Luxembourg e Mersch.

Castelos de Luxembourg:

O Grand-Duché de Luxembourg tem em seu território mais de 20 Castelos. Os mais interessantes sob ponto de vista histórico e turísticos são: Castelo de Beaufort, Bourglinster, Bourscheid, Clervaux e Vianden.

  • Castelos de Luxembourg
  • Castelo de Clervaux - domina esta pitoresca village de Clervaux situada no coração da Ardennes. Datado do século XII, a fortaleza foi ampliada, com um adicional de torres construídas pelos Brandenbourgs. Durante a Batalha do Bulge, ficou bastante danificado, mas foi reconstruído. O castelo feudal agora abriga o centro de informações turísticas e três exposições permanentes, incluindo a "Família de Man" e um "Museu da Guerra" e muito interessante, são os mais de vinte antigos Castelos de Luxembourg , em modelos em escala, em exibição na exposição.
  • Castelo de Vianden
    Castelo de Vianden
    Construído no século IX, na dinastia de Orange-Nassau.
  • Castelo de Bourscheid
    Castelo de Bourscheid
    Castelo de Bourscheid: Belíssimo e localizado na Commune de Bourscheid, no Canton de Diekirch, distrito de Diekirch, Grand Duchy of Luxembourg. Próxima ao Rio Sure. Construído do século X, em meados do século XIV foi construido uma muralha com oito torres para defesas em 1477. Abandonado no início do século IXX estava em estado ruinoso quando foi adquiridos pelo Estado na década de 1970. Restauração está em curso, e que está aberto aos visitantes.
    Castelo de Bourscheid

Imigração: luxemburgueses na América

    1830-1840 - O período de 1830 a meados da década de 1840 é considerado o primeiro período de imigração luxemburguesa para os Estados Unidos. Poucas centenas de luxemburgueses já havia tentado a sua sorte no Brasil, Guatemala e Argentina na década de 1820, mas como estas áreas se mostraram com problemas mais difíceis de resolver, a atenção dos imigrantes, voltaram-se para América do norte. Os pontos de entrada foram Louisiana, Nova York e Maryland. Luxemburgueses se estabeleceram em Chicago no início dos anos 1840. A expansão da rede ferroviária tornou mais fácil para os luxemburgueses se mover além de suas portas de entrada.
    1860-1890 - Nesse período, a imigração luxemburguesa para América do Norte se intensificou. Atingiu o auge na década de 1880 quando a vida social e cultural floreceu com a fundação em 1870 da sociedade beneficiente "the Létzebûrger Kranken-Ennerstétzongs Verein". A imigração foi facilitada com o vapor da "Red Star Line" que operava a partir de Antuérpia.
    Fonte: http://www.loc.gov/rr/european/imlu/luxem.html
    O número total dos luxemburgueses que emigraram para o Novo Mundo entre 1840 e 1900 é estimado em 70.000. Alguns até dizem que 72.000. A legislação que obriga as pessoas registrar suas mudanças de endereço com as autoridades municipais, só foi introduzida em 1875, o que torna extremamente difícil a investigação de emigração ocorrida antes desta data. Só a partir de 1876 que as Administrações Públicas locais, começaram a comunicar às autoridades superiores os nomes, nomes de batismo, o número de indivíduos por sexo, destino / origem dos que registraram sua mudança de domicílio.

    Imigração: luxemburgueses no Brasil

    Os imigrantes luxemburgueses se instalaram em S.Catarina, Espírito Santo, Minas Gerais.
    Os primeiros luxemburgueses chegaram em S.Catarina em 1830, mas muitos voltaram para Luxembourg. Por volta de 1859 chegaram a Santa Leopoldina e Domingos Martins no Estado de Espírito Santo. Os luxemburgueses foram praticamente assimilados pela etnia alemã, pois eram em menor número e falavam alemão, então eram considerados alemães.
    Imigrantes luxemburgueses no Brasil

    Luxemburgueses em S. Catarina, Brasil:

    • 1830:- Georg Mannes, Nikolaus Mannes, entraram na Colônia S. Pedro de Alcântara-SC.
    • 1860:- Valentin Vilvert, Michael Schapo, Anna Maria Jacobi
    • 1861:- Theodor Kamers, Joseph Meier, Susanna Meintz
    • 1862:- We. J. Shutz Thiel, Franz Shutz, Philippe Lansor, Philippe Feltz, Anna Maria Wagner, Petro Hiemen, Catharina Michels, Frindrich Sander, Joham Hostert, Elisabeth Spang, Johannes Weber , Marie Catherine Theis, Johann Schadeck, Johann Philippe, Peter Decher, Carl Levang, Hilarias Grireng, Marcos Schnitz, Hermanna Wilhelm, Paul Engler, Johannes Winandi, Nicolaus Decher, Mathias Hempener, Franz Tevenes, Joseph Jeothel, Dominic Peirath, Hilarius Theissen.
    • 1863:- Johannes Reuter e família, André Heiderscheid
      - Jacques May * 26.11.1812 em Vianden, Diekirch, Gão Ducado do Luxembourg, filho de Jean Jacques Nicolas May e Catharina Urhausen, chegou ao Brasil em 1863 na Colônia Teresópolis/Linha Capivari - SC, oo 22.01.1839 em Vianden/LU, com Anna Maria Trees * 18.09.1816 em Erpeldange, Diekirch, Lu e filhos:
      Jacques May * 11.04.1850 em Walsdorf/Diekirch/LU, † 13.09.1907 em SC, oo com Elisabetha Gertrudes Buss;
    • Imigrantes Luxemburgueses: (sem data de chegada):
      Johann Olinger * em Vianden/Luxemburgo, oo com Margaretha Lenz * em Hosingen/LU, estabelecidos em Itajaí e Brusque-SC.

    Genealogia em Luxembourg:



    Sites Indicados:


    Livro de Visitas

    Glacy Weber Ruiz

    E-mail:
    weber.ruiz@gmail.com


    Familia Weber | Familia Mattos | Rancho Queimado-SC | Antonio Carlos - SC | Anitápolis - SC | Lista de Sobrenomes